Ainda não há comentários

Oração

“Bem cedinho, de manhã, faço a minha oração. Tu, Senhor ouves a minha voz. Faço a minha oração e fico esperando, vigiando com atenção para descobrir a tua resposta.” (Sl 5.3.)

“Era comum os seminaristas dos dias de Spurgeon visitarem o pregador para aprenderem algo com o grande ganhador de almas.

O templo em que Spurgeon pregava possuía um sistema de aquecimento para aquentar o edifício durante o inverno, como é comum nos países do hemisfério norte.

Ocorreu, porém, que num dia de verão muitíssimo quente, alguns seminaristas chegaram bem cedo para ouvir o grande evangelista. Ao chegarem, Spurgeon saiu-lhes ao encontro. E depois de tomar ciência de que se tratavam de futuros pastores, convidou-os a conhecer o sistema de aquecimento da igreja.

Esse não era o melhor programa num dia tropical, mas dado a insistência de Spurgeon, os jovens aquiesceram.

Passaram por algumas portas, quando de repente chegaram a um grande salão onde cerca de 700 pessoas clamavam a Deus pelo culto, pelas visitas e pelo pregador daquele dia:

– Vejam, futuros pastores, ensinou-lhes Spurgeon, este é o verdadeiro sistema de aquecimento de nossa igreja.” (Extraído do Comentário do Novo Testamento de William Barclay).

Querido leitor, que a oração seja para você um modo de vida e não apenas “pronto-socorro”. Oração é relacionamento íntimo com Jesus. Não apenas para pedir, mas principalmente para estar com Ele. Aqueça o seu coração e tenha desejo de estar mais na presença do Pai Eterno.

Pr. Cláudio Ludgero

Publicar um comentário